Licenciado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, na área de Ciências Jurídico-Políticas, exerce advocacia desde 2002, tendo frequentado o curso de Mestrado em Cultura e Formação Autárquica, da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, entre 2002 e 2003.

Foi fundador e administrador, entre 2006 e 2009, da Sociedade de Advogados Umberto Pacheco, A. Faria, J. Vaz, P. Cerqueira & Associados, Sociedade de Advogados, RL, sendo, desde 2010, sócio e administrador da EJM.

Foi Deputado Municipal na Assembleia Municipal de Cascais, de 1994 a 1998 e de 2002 a 2010, Porta-voz e Membro da Assembleia de Freguesia do Estoril de 1998 a 2002, altura em que acumulou funções como assessor jurídico do Vice-Presidente da Câmara Municipal 
de Cascais, tendo sido ainda Vereador na Câmara Municipal de Cascais no mandato autárquico 2009/2013, responsável pelos pelouros dos Assuntos Jurídicos, Auditoria Interna, Pacto dos Autarcas e pelas Relações Internacionais. Nestas últimas funções foi o proponente de cinco novos acordos de geminação, nomeadamente com as cidades de Bolama, na Guiné-Bissau, Ungheni, na Moldávia, Campinas, no Brasil, Sausalito, nos Estados Unidos da América, e Karsiyaka, na Turquia, destacando-se pela promoção da diplomacia económica local.

Entre 2013 e Fevereiro de 2015 exerceu funções de gestor público como administrador-executivo da empresa municipal Cascais Dinâmica, Gestão de Economia, Turismo e Empreendedorismo, EM, SA.

Foi director do jornal universitário Lex Press, da Associação Académica da Faculdade de Direito de Lisboa, entre 1992 e 1994, e organizou projectos humanitários e culturais, pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, em diversos países africanos de expressão portuguesa, em concreto, São Tomé e Príncipe em 1994, Guiné-Bissau em 1995, e Moçambique, Regiões Sul, Centro e Norte, de 1996 a 1998.

Entre 2006 e 2010 foi membro da Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Cascais, sendo membro da Direcção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Cascais desde 2010, e membro honorário da Associação Pró-Bolama, da República da Guiné-Bissau, desde 2013.

Em 2012 recebeu o Diploma de 1.º Grau do Governo da República da Moldávia, “em reconhecimento pela sua contribuição e promoção intercultural entre a República da Moldávia e a República Portuguesa”, em 2013 foi distinguido com o Prémio Internacional Ulisses Grant, “pela valiosa contribuição dada à Cidade de Bolama, na República da Guiné-Bissau”, e nesse mesmo ano recebeu a Ordem de Honra da República da Moldávia, condecoração de Estado atribuída pelo respectivo Presidente da República, “em reconhecimento de profunda gratidão pela sua notável contribuição ao desenvolvimento e consolidação das relações de amizade e cooperação entre a República Portuguesa e a República da Moldávia e pelo apoio constante concedido à comunidade moldava na sua integração no meio sociocultural português”.

É autor dos livros Filhos de África e Em Busca do Autarca Perdido, ambos publicados pela Editora Macalfa em 2008 e Tratado Internacional de Cascais, publicado pela Câmara Municipal de Cascais em 2013.

Foi Vice-Presidente do Grupo Desportivo Estoril Praia, entre 2008 e 2014, é Administrador da Estoril Praia Futebol SAD desde 2011 e em 2014 foi eleito Presidente da Direcção do Grupo Desportivo Estoril Praia.